Esta é uma história do Imperador chinês Kangxi (1622-1722) da dinastia Qing. Ele é amplamente considerado como um dos maiores imperadores da história chinesa.

Kangxi estudou muito quando era jovem. A lenda diz que para cada artigo que seu professor lhe atribuía, ele o lia 100 vezes, copiava 100 vezes e recitava 100 vezes. Por toda sua vida ele adorou ler.

Aos 15 anos, ele começou a lidar com assuntos políticos de forma independente. Ele acordava todos os dias às 4 horas da manhã, organizava sessões da corte real pela manhã e recebia funcionários de cada nível de governo em todo o país durante o período da tarde.

Seu conhecimento dos detalhes de cada município espantou e tocou os funcionários em todo o país e inspirou sua diligência também.

À noite, ele lia e respondia às cartas dos funcionários.

Um dia, Kangxi perguntou a um funcionário encarregado da agricultura quantas terras uma pessoa tinha em média. A resposta foi de 1,5 acres chinês.

O Imperador Kangxi disse: “Eu não deveria ganhar a comida de graça do meu povo, por isso vou plantar um campo de 1,5 acres também.”

Ele plantou legumes, trigo e arroz e regava e fertilizava o campo sozinho.

Naquela época, o arroz não cresceu bem no norte da China, devido ao clima frio.

O Imperador Kangxi notou que uma planta de arroz no seu campo superou as outras. No outono, ele coletou sementes desta planta e plantou as sementes na primavera seguinte.

Desta forma, Kangxi encontrou uma boa estirpe de arroz apropriada para o clima do norte. Ele a promoveu entre os agricultores, que se beneficiaram muito.

Devido à minha prática do Falun Gong, eu percebo agora que a diligência de Kangxi ganhou o apoio do céu, de modo que ele foi capaz de iniciar uma era dourada de grande prosperidade.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Cultura

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds