Um grande cartaz dos praticantes do Falun Gong na Praça da Paz Celestial pedindo o fim da perseguição foi um dos 25 quadros em exibição em Nuremberg, na Alemanha, para celebrar o 25º aniversário do “Caminho dos Direitos Humanos”, um monumento ao ar livre.

Com o título “Há 19 anos, os praticantes do Falun Gong na China não têm direitos humanos”, o quadro do Falun Gong ficou em cartaz de 22 de outubro a 2 de novembro de 2018.

O quadro mostrava uma grande fotografia de vários praticantes do Falun Gong segurando faixas com os caracteres em chinês Verdade-Compaixão-Tolerância enquanto realizavam apelos na Praça da Paz Celestial, em Pequim. Um policial chinês arrancou os cartazes de vários praticantes e segura as faixas amassadas em sua mão. Há várias dezenas de espectadores chineses.

Uma das três pequenas fotografias na parte inferior do quadro mostra dois policiais à paisana segurando um praticante do Falun Gong no chão. Um dos policiais está pisando no rosto do praticante. Muitos espectadores são mostrados na fotografia.

A segunda pequena fotografia mostra dois policiais prendendo uma praticante do Falun Gong e bruscamente prendendo as mãos dela nas suas costas. Um dos policiais cobre a boca dela.

A terceira pequena fotografia mostra uma mãe segurando a filha pequena em um braço e uma foto de sua antiga família de três no outro. O pai da criança foi torturado até a morte na China por praticar o Falun Gong.

Uma frase em alemão entre as fotos grandes e pequenas diz: “O Falun Gong é perseguido por seus princípios Verdade-Compaixão-Tolerância”.

Entre as fotos menores, uma breve introdução sobre a perseguição aos praticantes do Falun Gong diz: “Milhões de pessoas foram sequestradas, detidas, torturadas e alimentados à força devido à sua crença. Alguns tiveram seus órgãos removidos à força para transplante. As pessoas foram mortas no processo. Dezenas de milhares de famílias foram separadas e perseguidas desde 1999”.

Uma flor de lótus no canto inferior direito do cartaz simboliza a pureza e a tranquilidade dos praticantes.

Cada um dos painéis temáticos de direitos humanos mede cerca de 3,5 metros de largura e 2 metros de altura. Os cartazes fizeram parte de uma série de atividades organizadas pela prefeitura de Nuremberg para celebrar o 25º aniversário do Caminho dos Direitos Humanos. As fotos dos posteres serão arquivadas e o governo também fará vídeos para promover informações sobre as atividades por meio de diferentes canais.

A cidade de Nuremberg, localizada na Bavária, no centro da Alemanha, gradualmente se esforçou para se tornar a capital dos Direitos Humanos da Alemanha, após os julgamentos dos nazistas na vigília da Segunda Guerra Mundial. A construção do Caminho dos Direitos Humanos, de 100 metros de comprimento, fazia parte desses esforços e foi concluída ao lado do Museu Nacional da Alemanha, no centro de Nuremberg, em 24 de outubro de 1993.

O Caminho dos Direitos Humanos em Nuremberg, Alemanha (Minghui.org)

A entrada do Caminho dos Direitos Humanos é uma imponente estrutura de concreto branco com um grande arco em seu centro e duas entradas retangulares menores em ambos os lados do arco. No interior, 27 colunas de concreto com oito metros de altura correm ao longo de um dos lados da rua de pedestres. As colunas estão gravadas com artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos da ONU em diferentes idiomas.

Dezembro de 2018 marca o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Mundo

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds