O Ford F-150 tem sido há anos a “máquina de imprimir dinheiro” para o fabricante. Com vendas anuais de 42 bilhões de dólares – sim, bilhões com B – essa divisão fatura mais que Coca Cola, Nike ou Facebook. Embora seja um fato deprimente em certo sentido, também é curioso saber que as picapes Ford F-150 produzem mais do que o PIB ou produto interno bruto da Bolívia, Paraguai, El Salvador, Honduras ou Nicarágua e isso apenas na América Latina. Ainda assim, a Ford não quer perder terreno ao se aventurar pela primeira vez em um campo não explorado anteriormente por suas  picapes da linha comercial.

Depois de ter contemplado com certa curiosidade e talvez preocupação como as vendas da RAM 1500 EcoDiesel estiveram em ascensão contínua, pôs fim ao embargo em que durante anos manteve os “fãs do Diesel”, apresentando sua primeira caminhonete da série F propulsionada com um motor a óleo diesel. Testamos esta semana uma das maiores variantes na escala do F-150, um King Ranch, e podemos afirmar sem hesitação que o refinamento geral, uma característica da marca F-150, não foi sacrificado na versão Diesel. Tão suave e silenciosa é esta aplicação V6 dual-turbo Diesel 3.0-litro que seria difícil dizer que não era um dos modelos usuais à gasolina.

De olho na concorrência, a Ford entregou uma F-150 com alguma vantagem sobre a RAM e não poderia ser de outra forma. São mais 10 cavalos de potência para um total de 250 e 20 libras a mais de  torque com 440 libras-pés total. A Ford também promete suportar uma carga mais pesada (916 quilos contra 726 da RAM) e um pouco mais de capacidade de reboque, 5.400 quilos. Finalmente, o novo Ford F-150 Diesel traz um consumo de 10.5 quilômetros por litro no manuseio combinado, um pouco melhor do que o número já atrativo de RAM EcoDiesel de 9.4 quilômetros por litro. Agora, com as luvas removidas, devemos aguardar a resposta da RAM para o próximo ano, que alguns especulam poderia superar o F-150. Viva a concorrência!

Esteticamente, o novo Ford traz mudanças distintas. Toda a frente foi remodelada com uma nova grade de linha horizontal dupla, um estilo que até agora era reservado apenas para a linha “Heavy Duty” ou de serviço pesado de suas caminhonetes. Um toque “masculino”, dirão alguns. Eles mudaram um pouco os faróis para se adequar a nova grade, com luzes diurnas e indicadores na forma de letra C. Sobre as luzes traseiras também foram modificados para se ajustar ao combinar com os faróis frontais. Os níveis mais sofisticados de acabamento trazem luzes LED e halogênio.

O interior também recebeu algumas atualizações e as novidades mais importantes são as novas cores para o interior de alguns dos  acabamentos. No Lariat, o interior é baseado em tons de bronze. O King Ranch, que foi o nosso modelo de teste, vem com acabamento marrom-avermelhado e manchas em marrom-escuro e o modelo mais caro de todos, o de nível superior Platinum exibe um vermelho escuro vistoso. Todas essas cores têm nomes mais elegantes, mas impossíveis de lembrar ou descrever, como Kingville ou Dark Marsala.

O sistema de infoentretenimento não é tão rápido como os sistemas de alguns de seus rivais, mas seu excelente design intuitivo e a funcionalidade o coloca na lista dos meus favoritos da indústria. Agora o atualizam com as funções Apple CarPlay e Android Auto e o acesso sem fio foi adicionada com o 4G LTE. A Ford torna a condução de suas picapes mais fácil este ano com um par de novos pacotes de tecnologia.

Nas frentes de segurança e conforto, há um sensor frontal para a detecção de pedestres que adverte de um impacto iminente e então, na ausência de qualquer intervenção do motorista, o freio da  picape é acionado para evitar ou reduzir qualquer impacto. O sistema de controle de cruzeiro adaptativo agora suporta engarrafamentos intermitentes, que podem levar o veículo a uma parada completa sem a intervenção do motorista.

A linha 2018 F-150 recebe motores recondicionados ou completamente novos, e a maioria adiciona a nova transmissão automática de 10 velocidades. Um sistema de câmera de 360 graus, como estacionamento automático, e o sistema de assistência “Pro-Trailer” inteligente, que permite ao motorista manobrar para se conectar a um trailer simplesmente girando um disco no painel, também está disponível.

O nível de luxo e conforto neste tipo de caminhonete faz com que se tornem verdadeiros carros de luxo. O preço comprova isso, como no caso do nosso Ford F150 King Ranch de teste, que ultrapassou US $ 74.000 dólares. É verdade que existem opções mais baratas na linha e também mais caras, mas a Ford vende seus modelos high-end como hot cakes. A verdade é que quem os adquire se encanta com seus encantos e nunca volta para outro tipo de carro, então os donos de picapes são considerados os mais fiéis de todos.

Este é, sem dúvida, a picape favorita da América, e os números provam isso. O Ford F-150 tem sido a picape campeã em vendas nos últimos 40 anos e o veículo com as maiores vendas desde 1982. A inovação e o risco que a Ford demonstrou em sua série F continuam a dar resultados e não há sinais de que isso mude nos próximos anos.

Mais sobre carros em: Automotriz TV

Por: Roger Rivero

Roger Rivero é um jornalista independente, membro da NAHJ, da Associação Nacional de Jornalistas Hispânicos e da NWAPA, a Associação de Jornalistas Automotivos da América do Norte. Os veículos são fornecidos pelos fabricantes como um empréstimo por uma semana para o propósito da resenha. De forma alguma os fabricantes controlam o conteúdo dos artigos.

Categorias: Tecnologia

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds