Em 22 de agosto, o Sr. Wang Wongli da cidade de Shenyang terminava de cumprir sua pena de quatro anos; sua família veio de longe para buscá-lo, mas foram proibidos de entrar na prisão, e viram os oficias da Agência 610 levá-lo em uma van.

Além dos agentes da Agência 610, o grupo incluía oficiais do Departamento de Polícia do Distrito de Shenbei e da Delegacia de Polícia da Vila de Magang. Eles trabalharam com oficiais da prisão para sequestrar o Sr. Wang porque ele se recusou a assinar uma declaração de garatia prometendo parar de praticar o Falun Dafa. Ele agora está sendo mantido no centro de detenção do novo distrito de Shenbei.

Para evitar a perseguição, o Sr. Wang foi forçado a sair de sua casa desde 2012. A polícia invadiu sua casa na noite de 7 de junho de 2012, e tentou prendê-lo, mas ele conseguiu escapar. Os oficiais saquearam sua casa, confiscaram 2.000 yuanes, um notebook, um gravador de DVD e três impressoras. O valor total dos pertences confiscados é mais de 20.000 yuanes.

Então o Sr. Wang foi preso em 18 de agosto de 2014, enquanto estava distribuindo panfletos sobre o Falun Dafa na cidade de Hunchun. Ele foi torturado e espancado sob custódia policial. As pessoas na sala ao lado podiam ouvir os seus gritos. Os policiais inseriram metais em baixo das suas unhas. Seu rosto ficou tão inchado que era difícil reconhecê-lo.

Representação da tortura: inserção de agulhas embaixo das unhas (Minghui.org)

Em janeiro de 2015, o Sr. Wang foi sentenciado a quatro anos na Prisão Provincial de Jilin e transferido para a Prisão nº 2 de Jilin. Ele foi forçado a sentar-se agachado em um pequeno banco por longos períodos de tempo todos os dias e foi proibido de se mover. Ele foi mantido lá até agosto de 2018.

Perseguição anterior

Antes de sua última prisão, o Sr. Wang foi preso em 16 de agosto de 2002 quando uma mulher de uma aldeia o denunciou às autoridades por falar com o povo sobre a perseguição. A polícia o deteve no Centro de Detenção de Xinchengzi e o interrogou. Eles saquearam sua casa e confiscaram seus livros do Falun Dafa. O Sr. Wang foi sentenciado a dois anos em um campo de trabalho forçado.

Em outubro de 2002, ele foi levado para o Centro de Reabilitação Zhangshi. A polícia usou quatro pinos elétricos para eletrocutar sua cabeça e seu corpo. Ele ficou cinco dias e cinco noites com as mãos e os pés algemados junto a uma cama, sem poder dormir e proibido de usar o banheiro durante esse período.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Uncategorized

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds