Durante os primeiros anos de Jiajing, décimo primeiro imperador da dinastia Ming (1368 d.C. – 1644 d.C.), um senhor de apelido Jin operava uma casa de penhor no centro do condado de Yizhen, atual província de Jiangsu.

Era uma época em que os bandidos andavam à solta. Quase todas as famílias ricas haviam sido roubadas, exceto a casa de penhor de Jin.

As autoridades suspeitavam que Jin tivesse algum tipo de relação com os bandidos. Os policiais perguntaram aos bandidos capturados por que eles nunca roubaram a casa de penhor de Jin.

“Nós tentamos várias vezes”, disseram os bandidos. “Mas vimos muitos soldados celestiais em armaduras brilhantes sobre o telhado. Nós ficamos com medo e por isso não roubamos a sua loja”

Os policiais não ficaram convencidos. Então eles foram pedir informações aos vizinhos de Jin.

“Jin é realmente uma pessoa de grande mérito e virtude”, disseram.Outros penhoristas muitas vezes se aproveitam quando as pessoas estão desesperadas, e frequentemente praticam extorsões. Eles oferecem valores excepcionalmente baixos pelos artigos durante a transação e depois pedem preços exorbitantes quando os clientes querem recuperá-los.

Eles acrescentaram: “A loja de Jin é a única que trata os clientes de forma justa. Ele é generoso na hora de avaliar as mercadorias e estabelece longos prazos de vencimento. Quando concede empréstimos a vizinhos idosos e pobres, ele até mesmo cancela os juros sobre os empréstimos”.

Outros diziam: “No inverno, quando alguém precisa de empréstimo para comprar roupas quentes, Jin sabe que a pessoa está terrivelmente necessitada e sempre elimina os juros. No verão, ele também não cobra juros pelos empréstimos para comprar roupas da estação”.

“É por isso que ele é protegido por guardas celestiais”.

O árbitro do condado elogiou Jin ao inteirar-se de sua conduta.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Cultura

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds