O Iran disse hoje que continuará a testar misseis para fortalecer as suas defesas e negou que isso seja uma violação de resoluções da ONU.

O secretário de estado americano Mike Pompeo disse ontem que o Iran tinha testado um míssil de médio alcance em violação a um acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano do qual os Estados Unidos se retiraram mas que continua a ser respeitado por diversos outros países.

Um porta-voz das forças armadas iranianas disse que os testes de mísseis vão continuar porque não fazem parte das negociações sobre o programa nuclear e destinam-se a fortalecer as suas defesas.

Por seu turno um porta-voz do ministério dos negócios estrangeiros disse não haver qualquer resolução do Conselho de Segurança proibindo o programa de mísseis do Iran

O conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, John Bolton, disse que o míssil testado pelo Iran tem a capacidade de atingir a Europa e Israel, acrescentando tratar-se de um “comportamento provocador que não pode ser tolerado”.

Fonte: Voa Português

Categorias: Mundo

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds