O Senado do Arkansas aprovou por unanimidade a resolução SR 14, “para pressionar o Congresso dos Estados Unidos e a Delegação Parlamentar de Arkansas a trabalhar para acabar com a extração de órgãos de prisioneiros de consciência na República Popular da China”, em 28 de fevereiro de 2019.

O projeto de lei foi apresentado pelo senador estadual Bill Sample em 12 de fevereiro na 92ª Assembleia Geral. A resolução do Senado segue uma resolução anterior, HR 1022, que foi aprovada em 18 de fevereiro.

A resolução pede ao governo chinês que “encerre imediatamente a prática de extração forçada de órgãos de todos os prisioneiros e prisioneiros de consciência” e “encerre imediatamente a contínua perseguição ao Falun Gong e liberte todos os praticantes do Falun Gong e outros prisioneiros de consciência”.

Ele também pede uma investigação pelo Departamento de Estado norte-americano sobre práticas de transplante de órgãos na China, o prosseguimento daqueles que se envolveram em práticas antiéticas, e a negação de entrada dos criminosos envolvidos nesses abusos de transplantes.

Além disso, a resolução incentiva a comunidade médica a educar colegas e residentes sobre os riscos de viajar para a China com propósito de transplantes de órgãos, para evitar que involuntariamente se envolvam em assassinato por órgãos.

Para ler o texto completo da Resolução 14 do Senado, clique aqui.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Ciência

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds