O senador Lucas Barreto (PSD-AP) denunciou nesta terça-feira (23) o abandono da barragem de rejeitos Mário Cruz, que fica no município de Pedra Branca do Amapari, em seu estado. Segundo ele, a barragem encontra-se abandonada pelo grupo Anglo American/Zamin Ferrous desde 2014. O parlamentar cobrou respostas da Agência Nacional de Mineração (ANM) e do Ministério Público Estadual.

— Há cinco anos essa barragem não tem nenhuma manutenção. Há cinco anos essa barragem não tem um vigia sequer. E, ironicamente, depois de a mídia nacional e a local chamarem a atenção para a gravidade do fato, a Agência Nacional de Mineração tomou a absurda e cômica decisão de interditar o uso da barragem Mário Cruz— disse o parlamentar.

Ele explicou que a barragem é de alto risco ambiental, que uma vez rompida, põe em risco as comunidades do Rio Amapari e as cidades de Porto Grande e Ferreira Gomes. Ele ressaltou que, além das comunidades, a barragem de rejeitos de minério coloca em risco também as três hidrelétricas que estão no Rio Araguari, que ficam a 115 km da barragem de rejeitos da Anglo American/Zamin Ferrous: Cachoeira Caldeirão, Paredão e Usina de Ferreira Gomes.

— Então, o risco é muito grande. Numa região onde chove mais de 3.600 milímetros por ano. Mesmo sem equipamentos apropriados para análise de segurança da barragem, os deputados estaduais que visitaram no último final de semana a barragem ficaram assustados com o abandono e a quantidade de água. Fica aqui registrada a nossa preocupação, porque a situação é grave — destacou.

Fonte: Agência Senado

Categorias: Brasil

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds