Houve uma vez, na Dinastia Han Oriental, um homem chamado Zhong Mou. Ele cresceu sendo pobre e trabalhava na terra para ajudar seu irmão e sua cunhada.

Ele adorava ler em seu tempo livre e acabou se tornando um homem ilustrado. Devido a seu caráter nobre proeminente, foi recomendado para ocupar o cargo de Magistrado do Condado de Xindu.

Como magistrado, ele governou com justiça e aproveitou todas as oportunidades para ensinar as pessoas a melhorar seu caráter. Muitas pessoas gostaram de sua política e começaram a se mudar para seu condado. Como resultado, a população triplicou em três anos.

Zhong Mou foi promovido a chefe da província durante uma fome. Vendo a dor do povo, ele ordenou imediatamente que o suprimento de comida do governo fosse distribuído entre o povo. No entanto, algumas autoridades temiam ser posteriormente culpadas por tomarem dos bolsos do governo. Eles planejaram denunciá-lo.

“Mas se esperarmos pela aprovação, mais pessoas morrerão na espera. Estou disposto a assumir toda a culpa, se isso significa salvar vidas”, respondeu Zhong Mou.

Finalmente, as notícias sobre as ações de Zhong Mou chegaram aos ouvidos do Imperador Shun, e o imperador elogiou pessoalmente Zhong Mou por salvar vidas. Um ano depois, sua província teve uma boa colheita e os celeiros do governo foram substituídos. Os roubos e furtos também desapareceram completamente em sua província.

Zhong Mou então ocupou um posto de oficial militar na fronteira do país. Todas as pessoas admiravam sua virtude e viviam em paz. Ele se tornou um exemplo de como uma vontade forte pode mudar o coração das pessoas.

Fonte: Minghui.org

Categorias: Cultura

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds