Redação BLes – A empresa internacional Global Firepower fez o ranking dos exércitos mais fortes do mundo, correspondendo ao ano de 2018.

Para avaliar a capacidade militar de 136 países, o Índice Global Firepower não se baseia apenas no número total de armas, mas também presta atenção a outras 55 variáveis, como diversidade, fatores geográficos, flexibilidade logística, recursos naturais e indústria local.

O primeiro país da América Latina que encontramos no ranking das maiores potências militares do mundo é o Brasil, que sobe para a 14ª posição, com um orçamento de Defesa de US $ 29.300.000.000, 334.500 membros ativos, 723 aeronaves, 469 tanques e 110 navios.

Enquanto isso, o México elevou sua posição para o 32º, embora com um orçamento quatro vezes menor: US $ 7.000.000.000, 273.575 membros ativos, 478 aeronaves e 143 navios.

A Argentina desce para a terceira posição na América Latina e o 37º lugar no mundo, com um orçamento de US $ 4.330.000.000, 75.000 membros ativos, 262 aeronaves, 390 tanques e 42 navios.

Super avião Etendard da Marinha Argentina.

O Peru cai para o 42º, com um orçamento nacional de US $ 2.560.000.000, 100.830 membros ativos, 275 aeronaves, 85 tanques e 60 navios.

Por outro lado, Chile e Bolívia caíram para 58 e 64, respectivamente, enquanto Equador e Cuba melhoraram suas qualificações, chegando a 69 e 73.

Fuzileiros navais brasileiros participam de treinamento militar no Formosa Training Camp, no estado de Goiás, norte de Brasília, Brasil.

As primeiras posições de liderança no Global Firepower 2018 não registraram mudanças em relação às do ano passado, com os Estados Unidos à frente, declarando-se o exército mais poderoso do planeta com um orçamento militar de 647.000.000.000 dólares, seguido da Rússia, China, Índia e França.

O Reino Unido e a Coréia do Sul subiram para ocupar os números 6 e 7, respectivamente, enquanto o Japão, a Turquia e a Alemanha seguem após registrar uma queda em relação ao ano passado.

Porta-aviões alemão Cavour Class “Federico Barbarroja”.
Categorias: Ciência

Vídeo em destaque

Ad will display in 09 seconds